Login

Leandro Ganem – Aprovado no I Concurso Nacional da Magistratura do Trabalho

Iniciei os meus estudos para a Magistratura do Trabalho em dezembro de 2014, quando fora publicado o edital do concurso do TRT-2. À época trabalhava como Secretário de Audiência no TRT-3 e resolvi seguir os passos de colegas assistentes de juiz que vinham se preparando para a Magistratura. Tinha alguma base de estudo para a 1a etapa, devido à preparação para os concursos de tribunais, porém veio o 1o aprendizado: cada concurso é um concurso. Pode ser que dê certo para alguém, mas, para mim, ficou claro que era preciso foco.

Concurso para ingresso na Magistratura e concurso para ingresso como servidor de tribunal exigiram estratégias distintas. Fui reprovado em 5 concursos, 2 na 1ª etapa (TRT-2 e TRT-1 em 2015) e 3 na 2ª etapa (TRT-2, TRT-1 e TRT-4 no ano de 2016). Em ambas as reprovações na 1ª etapa percebi que a minha ausência de êxito decorria da dificuldade de organizar os meus estudos para abranger a totalidade do edital.

Veio 2º aprendizado: cada disciplina tem igual importância. Não há dúvidas de que o cerne da preparação devem ser Direito do Trabalho, Processo do Trabalho, Constitucional e Processo Civil. Mas essa preparação basal esbarra no que todo mundo já faz e te deixará ali na porta de 01 ou 02 pontos abaixo do corte. Todas as disciplinas merecem atenção. Neste ponto o curso “3 em 1” do Preparo Jurídico foi fundamental para a minha preparação. Além de estudar a partir das provas anteriores, passei a ter a disciplina de imprimir, estudar e dominar o material diário enviado pelo curso. Com isso, passei a ter, necessariamente, uma visão global das disciplinas, o que me trouxe a tranquilidade para destinar mais tempo (dispunha de cerca de 03 horas de estudo por dia, incluindo sábado e domingo) aos finais de semana para o estudo de profundidade (doutrina, revistas temáticas, etc.), além de um excelente material de revisão, que conseguia ler nos voos e véspera de provas.

A partir daí foram 4 aprovações na 1a etapa. O maior desafio passou a ser a aprovação na prova discursiva. Já na primeira prova (TRT-1 2016), veio o 3o aprendizado: método de estudo, conhecimento da disciplina e técnica de resposta são igualmente importantes.

Passei a estruturar meu estudo na tentativa de conseguir demonstrar profundidade no conhecimento da matéria, organização das ideias no texto e tudo isso em um tempo muito curto. Passei a realizar treinos de rodadas avulsas, principalmente com o juiz Xerxes Gusmão, para simular o tempo de prova, os materiais que teria à disposição no dia da prova e aproximar tanto quanto possível o treino, do jogo de verdade.

Para os treinos de sentença, fiz o curso de sentença para iniciantes, além de contratar pacotes avulsos de correção. Para esta etapa não tem outra saída a não ser o treinamento. A elaboração da sentença irá te desafiar no controle emocional, na capacidade de síntese sem perda de conteúdo e na habilidade de conseguir ter atenção difusa, de modo a, em um curto período, decidir com sensatez e embasamento jurídico inúmeros incidentes, além do mérito da causa.

E para superar etapa nada melhor do que o treinamento com feedbacks sinceros e seguros, que, para mim, foram a principal característica dos cursos que fiz pelo Preparo Jurídico.

Em conclusão, ainda acostumando com a ideia de ter sido aprovado, esperando a ficha cair definitivamente, só me cabe agradecer à toda equipe pelo apoio recebido ao longo do período de preparação.

Leandro Ganem Aprovado no I Concurso Nacional da Magistratura do Trabalho

PREPARO JURÍDICO 2012-2019
CNPJ 17.084.865/0001-86
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.